Sobre mim - Maria Fernanda Medina Guido

Sobre mim

Maria Fernanda Medina Guido
Meu nome é Maria Fernanda, sou filha da Rose e do Flávio, eles não estão mais aqui há muito tempo, e isso ainda me dói às vezes. Sou irmã da Ana Paula e tia da Isabella, uma fofurinha de quase 4 anos de idade. Sou casada com o Alex, o dono do maior coração do mundo, eu tenho uma sorte! E ele ainda entende tudo de TI, e me ajuda com isso! Vejam bem se não ganhei na loteria. 😁  Nós moramos em Itu, não temos filhos, mas adotamos dois cachorros, o Pacato e o Freud. 💕

Sou formada em Psicologia pela Universidade Metodista de Piracicaba desde 2007. Atendo clinicamente desde 2012 e online desde 2015 e estou muito feliz que neste momento as pessoas tenham se rendido ao atendimento online. Tanto que neste momento é minha única modalidade de atendimento.

Dentro da Psicologia a minha abordagem é a Gestalt Terapia, uma Terapia Humanista/Existencial, que de maneira simplificada visa:

* Investigar e revelar como padrões e crenças antigas podem estar ativos e afetando a sua vida atual, lhe apoiando para que você encontre novas e mais criativas maneiras de resolver o problema ou a crise que está enfrentando. Até porque acreditamos que todas as pessoas tem as as habilidades necessárias para solucionar seus problemas ou confrontar suas dificuldades. No entanto, às vezes ficam paralisados e precisam de ajuda, só isso.

Também tenho estudado muito sobre Mindfulness e Autocompaixão, que pode contribuir para um olhar menos autocrítico, aliviando e previnindo o sofrimento.

Falo muito sobre Aceitação, não como uma fórmula mágica, que você alcança e se ama completamente, porque isso não existe, mas como uma possibilidade de se redescobrir, de desenvolver um novo olhar sobre si mesmo, sem tanto ódio, uma possibilidade de ressignificar o que aprendemos no passado. Isso também não significa acomodação, muito pelo contrário. Quando passamos a aceitar quem somos podemos então promover mudanças, baseadas em cuidado, não em ódio.

Falo também de Autocompaixão porque minha forma de lidar comigo mesma mudou demais depois de passar a me tratar com mais compassividade, falo dos meus incômodos, falo do que sinto. Há muita vulnerabilidade, sinceridade e sensibilidade em mim. Escolhi esse caminho porque acho que não sei como fazer diferente rs

Mas isso não significa que eu esteja “pronta” ou que nada me atinja viu? Quem me dera rs

Sejam muito bem vindas, sintam-se todos acolhidos e não se esqueçam:

Não há nada de errado em sermos e nos aceitarmos exatamente como somos. 💕

Artigos recentes