Quando as coisas não saem como o planejado - Maria Fernanda Medina Guido

Quando as coisas não saem como o planejado

Esses primeiros meses de 2019 foram muito intensos para mim, acredito que para todos, vivi muitas coisas boas mas muitas coisas ruins também. Fui obrigada a abrir mão de planos, foi preciso refazer a rota mais de uma vez. Mas se tem uma coisa que aprendi ao longo dos meus 37 anos é que sempre há uma razão. Às vezes demoramos muito a entender a equação, mas ela geralmente vai se montando e sendo resolvida se tivermos paciência para completá-la.

Acredito que isso acontece porque muitas vezes o que queremos, o que pensamos ser o melhor para nós, talvez não fosse o melhor naquele momento. Fazendo um parênteses em Psicologia, talvez seja o Universo, você mesmo, Deus, tudo junto ou nada disso, mas bota reparo, a vida sempre parece mostrar com mais sabedoria o que precisamos no momento. E o que precisamos, é 99% das vezes muito diferente ao que planejamos, sinto informar.
Penso nas resoluções que fiz para 2019 e imagino a vida olhando e pensando: “bobinha… sabe quando você vai conseguir concretizar tudo isso junto?” Pois é… Eu não sei as suas, mas as minhas resoluções para serem completadas eu precisaria percorrer esse ano em formato de maratona. Aguentei quase 4 meses. Veio uma labirinte e me tirou da prova. E me ensinou do modo mais chato, com dor, que não ia rolar.

Portanto, se 2019 também te atropelou e aquela lista otimista escrita dia 31 não tem um ✅ preenchido, “tamo junto”. E digo mais, arrisco escrever que esse “tamo junto” é muito maior que a gente pensa, é que são poucas as pessoas que vão conseguir assumir isso em alto e bom som. E está tudo certo. É como eu li outro dia em algum lugar: “nem tudo é procrastinação, às vezes você só está cansada mesmo.”

Sem comentários »

    Deixe um comentário:

    Sua mensagem foi enviada com sucesso. Obrigado.